Viagens e Videos

Image credit: René Schaap
Holanda - Delft
Porcelanas azuis e brancas
Delft é uma cidades mais visitadas na Holanda e procurada por suas porcelanas brancas e azuis. Todo ano, cerca de 145 mil turistas visitam Delft sendo que 98% dos visitantes são estrangeiros e somente 2% holandeses. O que muita gente não sabe é que as porcelanas coloridas são ainda mais antigas do que as atuais famosas, azuis e brancas.
A cidade abriga duas fábricas capazes de produzir as originais porcelanas. Uma delas, a Delftse Pauw, foi fundada em 1650 e que funcionou até meados do século 19.
Mapa:
Vídeo:
Delft , Holanda - foto:Adriana Vieira
Reabriu novamente em 1954 e é atração para os turistas, pois pode-se fazer visitas monitoradas no local e verificar passo a passo todo processo do feitio das porcelanas, até a fase final, da pintura e o acabamento.
A técnica começou a ser produzida por imigrantes italianos, no século
XVI. Atualmente, 40 pessoas trabalham no local pintando as porcelanas. A maioria dos trabalhadores tem entre 35 e 55 anos e vivem nas redondezas de Delf ou na própria cidade.
Um deles e o holandês Gerrit Weemhoff, que fez artes plásticas e depois passou mais 3 anos estudando este tipo específico de pintura e trabalho no local há 42 anos (assista a entrevista com ele no vídeo acima!)

Mas a cidade tem ainda muito mais para oferecer!

Os holandeses que visitam a Cidade, geralmente vem para cá para apreciar as antigas construções e alguns túmulos de heróis e pintores famosos, como o de Guilherme de Orange, que é considerado uma verdadeira obra de arte, e ainda do pintor
Johannes Vermeer.

A Cidade abriga edificações construídas entre os séculos 13 a 16, como as duas principais Catedrais da Cidade, além do prédio da antiga Câmara Municipal, o único em estilo gótico da cidade e um antigo convento, que foi usado como quartel-genaral, por Guilherme de Orange, durante a Revolta Espanhola.
Outra belíssima construção, datada de
1400, conhecida como Porta Oriental, fica na entrada da Cidade. Foi pintada por Vermeer e este quadro está exposto no museu Mauritius, em Haia.
Você pode ainda visitar um moinho construído em 1646 e que está em atividade, produzindo farinha, pois sua última reforma aconteceu em 1990, e os visitantes pode aprender como o maquinário funciona.

Para quem quiser dar uma paradinha e apreciar a Cidade com calma, nada melhor e mais local do que descansar e saborear um petisco num dos restaurantes flutuantes da Cidade. São como ferry boats e ficam dentro dos canais da cidade.
Vale a pena conferir!
links:
Stacks Image 133
Stacks Image 135
links transportes:
Namaskar Yoga
Classes anytime - Nosso principal objetivo é fornecer às pessoas todas as ferramentas linguísticas necessárias para que elas aprendam um novo idioma.